Política

Mariana Carvalho: “Ninguém está à cima da lei, nem dos interesses da população”

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB – RO) teve papel importante em mais uma semana histórica no Congresso Nacional.

Na condição de segunda secretária da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, a parlamentar fez à leitura do relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomendava a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria – Geral).

Como já era previsto, a congressista votou contra o relatório e a favor do prosseguimento da denuncia. “Este é o momento de mostrarmos responsabilidade com o nosso país. Mostrar que ninguém e nenhum partido estão à cima da lei e dos interesses da nossa população”, disse ela ao declarar o seu voto.

O posicionamento da tucana, entretanto, não foi seguido pela maioria dos seus pares. A Câmara rejeitou a autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) processar por crime comum, o presidente Michel Temer. O processo ficará parado até o fim do mandato dele em 2018.

Foram 251 votos favoráveis ao relatório e 233 contrários e duas abstenções, totalizando 486 votantes. Eram precisos 432 votos contrários ao relatório para autorizar o STF processar o chefe da Nação e os ministros da Casa Civil e da Secretaria – Geral. Mariana acompanhou o processo de votação na Mesa e participou da contabilidade dos votos.

Em agosto, o plenário da Câmara  rejeitou a primeira denúncia contra Temer. O relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) de autoria do deputado Paulo Abi – Ackel , foi aprovado por 263 votos a favor 227 contra, 2 abstenções e 19 ausências.

Fonte: Assessoria – marianacarvalho.org

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close