Foto: Cesar Greco / Ag Palmeiras / Divulgação

Após vencer o primeiro jogo da edição 2019 da Conmebol Libertadores, fora de casa, contra o Junior Barranquilla, da Colômbia, o Palmeiras estreia no Allianz Parque nesta terça-feira (12), diante do Melgar, do Peru. A partida marcará o jogo de número 450 do técnico Luiz Felipe Scolari. Em sua terceira passagem pelo Palestra Italia, o treinador soma até aqui 218 vitórias, 122 empates e 109 derrotas – totalizando 449 embates.

MIGUEL BORJA: ARTILHEIRO DO ANO

Com três gols em 2019, o colombiano é o artilheiro isolado do elenco palmeirense. O camisa 9 já havia sido artilheiro do time na temporada de 2018, com 20 gols marcados, além de goleador máximo da edição do Paulista do ano passado, com sete tentos, e também da Conmebol Libertadores, com nove, ao lado de seu compatriota Wilson Morelo, do Independiente Santa Fe-COL.

MIGUEL BORJA: PERTO DE IGUALAR ALEX NA ARTILHARIA DA CONMEBOL LIBERTADORES

Borja está a três gols de se igualar a Alex (12 gols) como o maior artilheiro do Palmeiras na história da Libertadores. Hoje, o colombiano está na terceira colocação, com nove tentos – ao lado de Ademir da Guia e Lopes –, atrás também de Tupãzinho (11 gols), segundo colocado.

DUDU: JOGADOR COM MAIS MINUTOS EM CAMPO

Além de ser o jogador que mais entrou em campo em 2019, participando de 10 das 11 partidas possíveis, ao lado de Bruno Henrique, Dudu também é o recordista em minutos no ano, de forma isolada, com 820 ao todo (já considerando eventuais acréscimos concedidos pela arbitragem).

DUDU: CRAQUE DO ALLIANZ PARQUE

O camisa 7 palmeirense é o recordista em vários aspectos positivos na arena palmeirense, inaugurada em 2014: é o jogador que mais atuou (103 jogos), que mais venceu (73 vezes), que mais marcou gols (27 tentos) e que mais concedeu assistências (26 passes).

CONMEBOL LIBERTADORES: INÉDITA QUARTA PARTICIPAÇÃO CONSECUTIVA

Classificado para a edição 2019 da Conmebol Libertadores, o Palmeiras atingiu um feito histórico na competição sul-americana. É a primeira vez na história que a equipe se classifica quatro vezes, de forma consecutiva, para o torneio. O Alviverde jogou as edições de 2016 (após ser campeão da Copa do Brasil), 2017 (após ser campeão brasileiro), 2018 (após ser vice-campeão brasileiro) e 2019 (após ser campeão brasileiro).

CONMEBOL LIBERTADORES: INVENCIBILIDADE DE 40 ANOS EM ESTREIAS

Com a vitória sobre o Junior Barranquilla-COL na última quarta-feira (06), o Palmeiras alcançou a marca de 40 anos sem saber o que é perder em estreias de Libertadores: ou seja, desde 1979. Naquela ocasião, a equipe palestrina bateu o Alianza Lima-PER por 4 a 2 na casa do adversário e, desde então, acumula invencibilidade de 14 jogos inaugurais pela competição continental, com 11 vitórias e três empates.

CONMEBOL LIBERTADORES: VITÓRIAS EM SEIS PAÍSES DIFERENTES

Em 2018, o Palmeiras alcançou uma façanha inédita dentre clubes brasileiros: venceu em seis países diferentes em uma mesma edição da mais importante competição das Américas, acumulando triunfos na Colômbia (contra o Junior Barranquilla), Argentina (Boca Juniors), Peru (Alianza Lima), Paraguai (Cerro Porteño), Chile (Colo-Colo) e no próprio Brasil (Alianza Lima, Junior Barranquilla e Colo-Colo).

CONMEBOL LIBERTADORES: CLUBE BRASILEIRO COM MAIS PARTICIPAÇÕES

O Palmeiras é o clube brasileiro com mais participações na história da Conmebol Libertadores, ao lado de Grêmio e São Paulo – são 19 edições. Além disso, o Alviverde mantém o posto de time brasileiro com mais gols na história da competição sul-americana – foram, até aqui, 311 gols marcados.

CONMEBOL LIBERTADORES: PRIMEIRO FINALISTA DA HISTÓRIA

O Palmeiras carrega a fama histórica de ter sido o primeiro brasileiro a ter disputado uma final de Libertadores: isso aconteceu em 1961, quando enfrentou o Peñarol-URU e ficou com o vice-campeonato.

O Alviverde ainda chegou à final do torneio em 1968 e 2000 (ambos também como vice), além de 1999, o ano em que se sagrou campeão diante do Deportivo Cáli-COL.

CONMEBOL LIBERTADORES: JOGADORES CAMPEÕES

O Palmeiras conta com cinco atletas campeões da Libertadores em seu elenco. São eles: Edu Dracena, pelo Santos, Marcos Rocha, pelo Atlético Mineiro, Willian, pelo Corinthians, e Borja e Guerra, ambos pelo Atlético Nacional-COL. Além disso, o técnico Luiz Felipe Scolari conquistou o título em 1999, pelo Palmeiras, e em 1995, pelo Grêmio.

PALMEIRAS x MELGAR: NUNCA SE ENFRENTARAM

O Alviverde e o time peruano nunca se encontraram ao longo da história. O confronto desta terça-feira (12) será o primeiro embate entre os clubes.

PALMEIRAS x TIMES PERUANOS: NOVE RIVAIS PERUANOS AO LONGO DA HISTÓRIA

O Palmeiras já enfrentou ao longo da história nove times do Peru. São eles: Alianza Lima, Atlético Miguel Grau, Club Centro Depoertivo, Club Defensor Arica, Sport Ancash, Sport Boys, Sporting Cristal e Universitário, além da seleção do país. O retrospecto geral é de 43 embates, 29 vitórias, seis empates e oito derrotas. O Verdão marcou 98 gols e foi vazado 44 vezes.

ALLIANZ PARQUE: RETROSPECTO DE JOGOS

Inaugurado em novembro de 2014, o Allianz Parque já recebeu 129 jogos do Verdão, sendo 84 vitórias, 23 empates e 22 derrotas. O Alviverde balançou as redes da arena 239 vezes e foi vazado em 105 oportunidades.

ALLIANZ PARQUE: RECORDE DE PÚBLICO

O recorde de público da arena foi estabelecido na última rodada do Brasileirão 2018, contra o Vitória. Naquela oportunidade, 41.256 pessoas acompanharam o jogo.

Fonte: Departamento de Comunicação do Palmeiras (www.palmeiras.com.br)