Tag: Prefeitura de Porto Velho

Evento do Projeto de Educação Médica Continuada do Cremero inclui ações de responsabilidade social

Mais de cento e cinquenta famílias de Porto Velho foram beneficiadas com as doações das cestas básicas arrecadadas durante o II Curso de Transporte Aeromédico Integrado e da Região Norte (II CTA) que aconteceu no final de mês de junho no Cremero. Ao todo foram 180 cestas básicas e cerca de 300 litros de leite distribuídos à comunidades carentes da capital. A caravana do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) saiu para fazer a distribuição dos alimentos na última sexta-feira (13) nas zonas leste e sul da cidade, atendendo também as famílias do setor chacareiro da capital.

Quem também recebeu parte das doações foi o abrigo municipal Lar do Bebê que recebe crianças de 0 a 12 anos de idade e que também é mantida através da ajuda de voluntários. “Ficamos felizes em poder, de alguma forma, ajudar um pouco essas famílias. Apesar de não fazer parte da atribuição do Conselho, sabemos que como seres humanos podemos sempre fazer a diferença na vida de outras pessoas” destaca o presidente do Cremero, Dr. Andrei Leonardo que participou da distribuição das cestas básicas.

Este é o segundo ano consecutivo que o evento de transporte aeromédico é realizado em Rondônia. Em 2017 o coordenador e médico do curso, Dr. Marcos Berti também solicitou aos participantes a doação das cestas e caixas de leite que, na época, também foram doadas às famílias de baixa renda.

A caravana saiu às oito horas da manhã da sede do Cremero e contou com a participação de um grupo de voluntários dos Anjos da BR 364. A equipe retornou ao Conselho somente às 18h, quando finalizado todo o trabalho. “Participar de momentos como esse nos faz repensar em como podemos, como um simples gesto, transformar o dia de alguém” relata a voluntária dos Anjos da BR 364, Carmen Cristina.

O II Curso de Transporte Aeromédico Integrado e da Região Norte é um curso que reúne multiprofissionais com objetivo de orientar e qualificar os especialistas no atendimento e transporte de pacientes. O curso conta com a participação de grandes nomes da medicina, a exemplo do presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Aeroespacial (SBMA), Dr. Marcos Cantero que participou das duas edições do evento em Rondônia e relatou sua admiração quanto ao tamanho e estrutura do evento.

O curso é um evento que integra o projeto de Educação Médica Continuada, que tem como objetivo o aprimoramento profissional através de cursos gratuitos e que tem a chancela do Conselho Federal de Medicina (CFM).

“Nós só conseguimos fazer isso porque sabemos do investimento e total apoio do CFM nesses projetos que é importante para a classe médica, que neste momento, deixou de atingir somente a categoria, transformando em um projeto de cunho social. Agradecemos com isso o empenho do presidente do CFM, Dr. Carlos Vital e do diretor tesoureiro do CFM, Dr. HiranGallo. Meus agradecimentos também aos parceiros e todos os alunos médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem e socorristas. Nosso legado na terra não é só deixar patrimônio, mas sim o bem maior que é a educação” destacou Dr. Marcos Berti.

O Cremero, através de toda a sua diretoria além de dar continuidade a este projeto vinculado ao CTA, já estuda outras formas de implementar outros projetos de caráter social.

Fonte: Assessoria de imprensa – Cremero – Renata Vannier

Justiça libera valores retidos e transporte deve ser regularizado em até sete dias

Porto Velho – Depois de esgotadas todas as tratativas para o retorno do transporte fluvial, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) esbarrou numa questão judicial. A empresa prestadora do serviço, que firmou compromisso em audiência judicial para regularizar o serviço até o dia 16 de julho, acabou não cumprindo o acordo justificando que teve suas contas bloqueadas, e que só poderia retornar as atividades com a liberação dos devidos valores por meio da justiça. Nos últimos 30 dias os esforços estiveram concentrados nessa questão, que não mais dependia da Semed, e no final da tarde desta terça-feira, 17, uma boa notícia, a Justiça decidiu liberar os valores retidos.
A previsão é que em até três dias o dinheiro esteja na conta da empresa, e após essa confirmação, o serviço de transporte fluvial deverá ser restabelecido em sete dias. Já o transporte terrestre, a previsão é que seja retomado em 12 dias, conforme decisão da Justiça.

Atualmente, a empresa atende com transporte terrestre 890 alunos na Ponta do Abunã e 412 em Nova Mutum. No transporte fluvial são 1004 estudantes atendidos.

Na decisão, foi revogada ainda a determinação que limitou o Município a pagar apenas determinada quantia em relação ao transporte fluvial (R$ 2.120.977,91) a fim de que os pagamentos sejam feitos normalmente nos moldes do contrato original e ante a efetiva prestação e comprovação dos serviços pela empresa diretamente junto à Municipalidade.

Segundo a empresa, os valores serão utilizados para dívidas trabalhistas, fiscais e operacionais da empresa para que ocorra a continuidade dos serviços. A empresa também colocou o valor de R$ 9.050.456,00 de seu patrimônio à disposição da Justiça para todas as despesas necessárias e para reparação futura de dano ao erário, mediante o requerido desbloqueio.

Calendário escolar

De acordo com o secretário da Semed, César Licório, a reformulação do calendário escolar será iniciada no dia seguinte ao retorno do serviço. “Hoje nossas escolas estão em recesso escolar. Mas assim que todos esses obstáculos forem solucionados vamos dobrar nossos esforços para reparar a questão do calendário. Acredito que até fevereiro vamos conseguir concluir o ano de 2018”, disse ele.

Fonte: Semed/Comdecom