Porto Velho

DER desenvolve ações para aliviar impactos no trânsito no entorno do Espaço Alternativo em Porto Velho

Construído pelo governo de Rondônia para ser um dos principais ambientes de esporte e lazer em Porto Velho, o Espaço Alternativo tem atendido a expectativa, recebendo mais de 20 mil pessoas aos finais de semana. Porém, todo esse fluxo de pessoas tem exigido do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) a execução de ações que visam aliviar os impactos no trânsito.

Entre as medidas, o asfalto da avenida Jorge Teixeira em toda área do Espaço Alternativo foi restaurado, e um estacionamento com capacidade para mais de dois mil veículos está em fase de construção.

Paralelo às obras, o DER tem participado de uma série de campanhas de educação no trânsito, em parceria com a Polícia Militar; Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran), e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Blitzes já foram realizadas durante a madrugada no Espaço Alternativo, e outras fiscalizações com abordagens orientativas também ocorreram nas principais vias próximas do Espaço.

O policial rodoviário federal Marcos Terceiro, chefe do Grupo de Educação par o Trânsito, esteve presente na última blitz realizada com a presença de servidores do DER. Foi na avenida Jorge Teixeira, nas proximidades da avenida Imigrantes.

Terceiro afirma que é de suma importância a integração dos órgãos para que o alcance das ações educativas sejam potencializadas e o objetivo, que é a preservação das vidas, atingido com a redução de acidentes e melhoria nos serviços prestados a população.

Nesta ação foram abordados uma média de setenta veículos. Cada condutor recebeu material de conteúdo de educação de trânsito, além de recomendações feitas pelos agentes e colaboradores para que cada condutor contribua para com um trânsito mais seguro para todos.

No decorrer da operação foram identificados veículos irregulares e com suspeita de roubo, momento em que os policiais militares e rodoviários federais atuaram encaminhado o caso para procedimentos necessários na Delegacia especializada.

A operação foi parabenizada pelos condutores que se mostraram receptivos e dispostos a colaboração por um trânsito mais seguro. O major Garibaldi, comandante da Companhia de Trânsito (Ciatran), também fez parte da equipe e afirma que a operação foi extremamente positiva principalmente pela junção de esforços das forças encarregadas da gestão do trânsito de Porto Velho.

O coordenador de educação de trânsito do Detran, Bruno Eduardo Costa Ribeiro, diz que é de suma importância esse tipo de ação conjunta e que os órgãos parceiros estão preocupados com a questão da educação de trânsito entre os condutores e quem ganha com isso é a população do nosso Estado.

Esta blitz foi realizada a pedido do coordenador da Cinfra, do DER, Josafá Marreiros, para atender o cumprimento das mitigações em face da construção do Espaço Alternativo, que atualmente figura como um dos principais locais de recreação e prática de exercícios físicos no município gerando certo impacto no trânsito.

Desse modo, o intuito é minorar o impacto causado e ainda fortalecer as ações de educação do trânsito objetivando uma cidade melhor e mais segura para toda população.

Motoristas recebem orientações sobre a preservação da vida no trânsito – Foto: Valdecy Santos

Secom – Governo de Rondônia

Mais de 1.600 imóveis são entregues no residencial Morar Melhor, em Porto Velho

A semana começou diferente para mais de 1.600 famílias de Porto Velho, e a Eliane Leal é uma destas pessoas. Ela saiu do aluguel e agora é moradora do residencial Morar Melhor, localizado na zona sul da capital, e que deve realizar o sonho da casa própria para mais de 2.500 famílias até o final de 2018. A cerimônia foi feita no próprio empreendimento, com a presença dos ministros das Cidades e da Saúde, Alexandre Baldy e Gilberto Occhi. Para Eliane,  as chaves foram entregues das mãos do governador do estado e da secretária de assistência e desenvolvimento social, Cira Moura.

Em discurso, governador Daniel Pereira esclareceu que o Morar Melhor faz parte do maior programa de moradias do estado, que tem como meta entregar mais de 20 mil moradias. “São mais de 25 mil famílias, de Vilhena até Porto Velho, que serão atendidas (entre zona urbana e zona rural). São mais de 100 mil pessoas diretamente beneficiadas com esse programa. A partir de hoje vocês formarão uma nova comunidade”.

Já o ministro das cidades pediu que os moradores sejam acompanhados pela construtora. “Peço que a construtora dê apoio às famílias, auxiliem com os problemas que possam aparecer. Peço que cuidem dessas famílias. Hoje eu vejo que o sorriso é muito grande para todos que estão aqui, mas também vejo que as demais, as outras 800 que estão aguardando estão ansiosas para que a gente possa entregar as chaves. Temos aqui também outros conjuntos habitacionais, em Porto Velho e no estado, e nos colocamos como apoiadores para que a gente possa, o mais rápido possível, entregar todas as moradias que estejam disponíveis para as famílias beneficiárias em Rondônia”, disse Baldy.

Na ocasião, o ministro da saúde assinou a autorização para a construção de uma Unidade Básica de Saúde na região do Morar Melhor.

O empreendimento teve o investimento de mais de R$ 170 milhões dentro dos programas Minha Casa, Minha Vida e Morada Nova. Os beneficiários são os inscritos no programa desde 2016 e para ser feita a primeira entrega, foram feitos antes os sorteios de endereço, a assinatura dos contratos e a formação dos condomínios. “Todos entram já sabendo quem são os síndicos e a organização de cada condomínio. O abastecimento de água e energia também já está regular nos prédios, mas cada morador é responsável pela ligação na residência”, resume o coordenador.

Empreendimentos

Até o final de 2018, segundo a coordenação de habitação da Seas, devem ser entregues mais de três mil moradias nos empreendimentos Cristal da Calama, Orgulho do Madeira, Porto Belo, Porto Fino e Porto Madero. No total, mais de 20 mil unidades habitacionais foram construídos em todo o estado.

Residencial Morar Melhor, em Porto Velho

Fonte: Secom – Governo de Rondônia