Porto Velho

Mais de 1.600 imóveis são entregues no residencial Morar Melhor, em Porto Velho

A semana começou diferente para mais de 1.600 famílias de Porto Velho, e a Eliane Leal é uma destas pessoas. Ela saiu do aluguel e agora é moradora do residencial Morar Melhor, localizado na zona sul da capital, e que deve realizar o sonho da casa própria para mais de 2.500 famílias até o final de 2018. A cerimônia foi feita no próprio empreendimento, com a presença dos ministros das Cidades e da Saúde, Alexandre Baldy e Gilberto Occhi. Para Eliane,  as chaves foram entregues das mãos do governador do estado e da secretária de assistência e desenvolvimento social, Cira Moura.

Em discurso, governador Daniel Pereira esclareceu que o Morar Melhor faz parte do maior programa de moradias do estado, que tem como meta entregar mais de 20 mil moradias. “São mais de 25 mil famílias, de Vilhena até Porto Velho, que serão atendidas (entre zona urbana e zona rural). São mais de 100 mil pessoas diretamente beneficiadas com esse programa. A partir de hoje vocês formarão uma nova comunidade”.

Já o ministro das cidades pediu que os moradores sejam acompanhados pela construtora. “Peço que a construtora dê apoio às famílias, auxiliem com os problemas que possam aparecer. Peço que cuidem dessas famílias. Hoje eu vejo que o sorriso é muito grande para todos que estão aqui, mas também vejo que as demais, as outras 800 que estão aguardando estão ansiosas para que a gente possa entregar as chaves. Temos aqui também outros conjuntos habitacionais, em Porto Velho e no estado, e nos colocamos como apoiadores para que a gente possa, o mais rápido possível, entregar todas as moradias que estejam disponíveis para as famílias beneficiárias em Rondônia”, disse Baldy.

Na ocasião, o ministro da saúde assinou a autorização para a construção de uma Unidade Básica de Saúde na região do Morar Melhor.

O empreendimento teve o investimento de mais de R$ 170 milhões dentro dos programas Minha Casa, Minha Vida e Morada Nova. Os beneficiários são os inscritos no programa desde 2016 e para ser feita a primeira entrega, foram feitos antes os sorteios de endereço, a assinatura dos contratos e a formação dos condomínios. “Todos entram já sabendo quem são os síndicos e a organização de cada condomínio. O abastecimento de água e energia também já está regular nos prédios, mas cada morador é responsável pela ligação na residência”, resume o coordenador.

Empreendimentos

Até o final de 2018, segundo a coordenação de habitação da Seas, devem ser entregues mais de três mil moradias nos empreendimentos Cristal da Calama, Orgulho do Madeira, Porto Belo, Porto Fino e Porto Madero. No total, mais de 20 mil unidades habitacionais foram construídos em todo o estado.

Residencial Morar Melhor, em Porto Velho

Fonte: Secom – Governo de Rondônia

INFRAESTRUTURA- Porto Cai N’Água é reinaugurado pela prefeitura de Porto Velho

O terminal hidroviário Porto do Cai N ́Água, um dos mais importantes portos da região Amazônica, foi reinaugurado na manhã desta sexta-feira (15/6) pelo prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves.

Localizado, no bairro Baixa União, na margem direita do rio Madeira, o terminal foi reestruturado e já está em pleno funcionamento. O serviço estava previsto para ser concluído em julho, mas com uma força tarefa, foi antecipado em um mês.

A obra, orçada em R$ 3,8 milhões, foi realizada com verba conquistada junto ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e foi coordenada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) do Amazonas.

Durante a cerimônia de reinauguração, que contou com a participação de autoridades políticas, administrativas e militares, o prefeito lembrou que o recurso foi negociado por ele e com a intervenção do deputado federal Luiz Cláudio.

“Os cabos de sustentação foram se rompendo após a enchente histórica de 2014 e a Marinha interditou o Porto. No ano passado, em virtude da inauguração do viaduto da Rua Três e Meio, convidei o ministro da época, Maurício Quintela, para visitar o Porto Cai N’Água. Depois de muita negociação os recursos foram entregues e, agora, estamos devolvendo este equipamento para a população”, explicou Hildon Chaves.

Paralelo a recuperação do terminal, a prefeitura realizou trabalho de limpeza, instalação de iluminação, recuperação das vias e instalação de sinalização de trânsito nas redondezas, a fim de dar segurança ao embarque e desembarque de passageiros e mercadorias.

O senador Acir Gurgacz, que prestigiou a solenidade de reinauguração do Porto, falou da importância da obra dando ênfase ao transporte hidroviário feito através do rio Madeira. “Através dele [rio Madeira] se transporta não só carga, mas pessoas, inclusive as que moram às margens do rio. Obras de infraestrutura como esta são importantes para o crescimento e desenvolvimento, além da economia do Estado”, afirmou.

Fonte: Comdecom