Política

Maurão libera recursos para implantação de videomonitoramento em Ministro Andreazza

O presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (MDB), assegurou a liberação de uma emenda de R$ 195 mil para a implantação do sistema de videomonitoramento das principais ruas e avenidas de Ministro Andreazza.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (18), durante encontro com o prefeito Wilson Laurenti (MDB). A secretária municipal de Administração, Maria Cristina Oliosi, também participou da reunião.

“O sistema de videomonitoramento, já implantado em algumas cidades, é uma importante arma de prevenção e combate à criminalidade, e a tecnologia torna mais ágil a dinâmica de policiamento ostensivo, como resposta ao crime e com isso aumenta a sensação de segurança à população”, declarou Maurão de Carvalho.

O prefeito agradeceu pelo benefício, com a prefeitura entrando com uma pequena parte em contrapartida, para dar uma nova ferramenta de segurança à população. “É um novo momento e temos que investir em novas tecnologias. A cidade vai ganhar um novo aliado para melhorar a segurança de todos”, completou Laurenti.

Recuperação da RO 471

Após o encontro no gabinete da presidência da Assembleia, Maurão e Laurenti se dirigiram até a sede do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), para uma rápida reunião com o diretor geral, Luiz Carlos Katatal. Na pauta, o pedido para que as obras de recuperação da RO 471, conhecida como Linha 5, sejam retomadas e, finalmente, concluídas.

Fonte: ALE/RO – DECOM

ALE/RO: Comissão de Direitos Humanos recebe dirigentes das agências de emprego municipal e estadual

A Comissão de Direitos Humanos, na reunião desta quarta-feira (18) recebeu dirigentes do Sine Municipal e do Sine Estadual para relatarem o relatório das fiscalizações realizadas nos prédios dos dois órgãos.

O presidente da Comissão, Léo Moraes (Podemos), explicou que os trabalhos de fiscalização que tem sido executado pelos servidores da casa em vários órgãos públicos da capital, têm a finalidade de averiguar a acessibilidade das edificações. Os trabalhos são acompanhados por pessoas com deficiência e ou mobilidade reduzida.

Os primeiros prédios averiguados foram a Câmara de Vereadores, o prédio da Justiça Federal e do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e partiram de denúncias recebidas pela Comissão, que relatam problemas na acessibilidade nestes locais.

No caso das estruturas do Sine Municipal e Estadual, a Comissão de Fiscalização apontou, nas duas edificações, problemas como rampas de difícil acesso, com inclinação alta, balcão de recepção alto, dificultando o acesso de cadeirantes, inexistência de estacionamento, falta de corrimão nos banheiros e piso tátil danificado.

Irani Freitas, representando o Sine Municipal e Sérgio Rodrigues Galvão, gerente do Sine Estadual informaram que tomarão as providências necessárias para as adequações apontadas nos relatórios da fiscalização.

Léo Moraes informou que a Comissão se coloca à disposição para intermediar diálogos com entidades, governo e, inclusive, dispor de emendas parlamentares para contribuir com as modificações que devem ser providenciadas.

Os deputados Dr. Neidson (PMN), Jesuíno Boabaid (PMN) e Anderson do Singeperon (Pros) também participaram da reunião.

Fonte: ALE/RO – DECOM