Resumo da novela Os Dez Mandamentos – 11/12 a 22/12

Resumo da novela Os Dez Mandamentos divulgados pela Rede Record. Saiba o que vai acontecer nos próximos capítulos da novela da Rede Record, entre os dias 11 de dezembro e 22 de dezembro de 2017 e fique por dentro dos acontecimentos da trama que vai ao ar de segunda à sexta-feira na Rede Record.

Capítulo 100 – Segunda-feira, 11 de dezembro
Anrão implora a Henutmire salvar a vida de Oseias. Henutmire diz que não pode ajudar, mas Anrão insiste. Henutmire diz então que irá falar com o faraó, mas não pode garantir que o rei irá preservar a vida do hebreu. Apuki observa o choro de Ana e pergunta o que aconteceu. Sem saber o que responder, a moça diz que torceu o pé. Judite conversa com Ana e diz para a filha que Apuki ficará muito bravo se descobrir que ela chorava por causa de Oséias. Eliseba se desespera ao ver Oseias arramado e sendo torturado. Arão sofre muito com a situação do filho e vai até Oseias, mas é interrompido pelos guardas. Arão insiste em se despedir do filho e os guarda consentem. Oseias diz que Deus foi muito bom em dar-lhe uma boa família e fala para seu pai adotivo que se tiver que morrer, morrerá em paz. Corá observa a cunhada Safira e tanta beijar a moça. Bina aparece, percebe a situação e olha com raiva para a irmã. Miriã organiza um novo clamor para pedir proteção de Deus. Henutmire conversa com Ramsés e pede para que perdoe o hebreu.

Em conversa com Karoma, Nefertari se mostra favorável à decisão de Ramsés em condenar o hebreu à morte. Chibale conversa com Bezalel e diz que tem curiosidade em conhecer melhor o Deus dos hebreus. Bezalel convida o amigo a ir até a vila e Chibale gosta de ideia. Ramsés decide perdoar Oseias para alivio de Henutmire, que agradece a benevolência do irmão. Adira e Menahem levam as crianças para conhecer o avô Baruk. Para espanto de Paser, o faraó manda Bakenmut até a obra escolher dez escravos para serem executados no lugar de Oseias. Henutmire conta para Leila que o irmão perdoou Oseias e a deixa muito feliz. Bina e Safira brigam por causa das insinuações de Corá. Baruk se emociona ao ver os netos. Anibal é capturado pela população que o chama de ladrão, mas é salvo por Moisés. Ikeni vai até onde Oseias está exposto e manda soltar o hebreu. Joquebede se emociona com a decisão do faraó. Oseias abraço a tia e se reanima ao tomar água. O escriba aparece e diz em voz alta a decisão do faraó, deixando todos perplexos. Oseias implora para Ikeni não executar os dez hebreus e pede para que seja morto.

Moisés leva Anibal para casa onde se encontram com Menahem, que pergunta ao irmão como teve coragem de sair deixando o pai doente. Corá conta para os escravos que Oseias foi solto para alívio de Anrão. Os hebreus comemoram até Corá contar que dez hebreus terão que ser sacrificados no lugar dele, deixando todos espantados. Eliseba se emociona com a volta de Oseias para casa. Ela recebe a notícias da ordem do faraó e fica chocada. Henutmire e Leila também ficam surpresas com a decisão de Ramsés. A princesa tira satisfação com o irmão e diz que foi manipulada. Bakenmut vai até a pedreira e seleciona nove escravos para serem mortos e, antes de escolher o décimo, diz o motivo. Todos ficam apreensivos até que Bakenmut para na frente de Nadabe e o encara frente a frente. Arão fica apavorado com a situação.

Capítulo 101 – Terça-feira, 12 de dezembro
Bakenmut escolhe outro escravo e Arão e Nadabe ficam aliviados. Eliseba se desespera temendo o que possa acontecer com o marido e filhos. Oseias sente-se culpado pelo ocorrido. Yunet é vista como louca por pessoas na rua. Deborah conta para Abigail e Miriã sobre a ordem do faraó de matar dez escravos. Ana se desespera ao pensar que Oseias está morto. Emocionado, Arão abraça Nadabe e Abiú aliviado pelos filhos não terem sido escolhidos. Henutmire conversa com Hur e diz estar decepcionada com a intolerância do irmão aos escravos. Bezalel decide ir até a vila dos hebreus para saber notícias dos escravos. Uri e Leila tentam alertar o filho do perigo, mas o rapaz se mostra decidido. Anrão avisa aos outros escravos sobre a reunião que terá em sua casa. Corá denuncia Anrão para Apuki. Menahem se indigna com Anibal e Moisés tenta acalmá-los. Zípora e Adira apresentam Baruk aos netos. Simut comenta com Paser sobre a crueldade de Ramsés. Judite aconselha Ana a esquecer Oseias.

Apuki avisa ao faraó que os escravos estão fazendo reuniões noturnas. Gahiji proíbe Chibale de ir até a vila dos hebreus. Zelofeade diz para Abigail que o encontro na casa de Anrão está confirmado. Ramsés diz, em tom ameaçador, que os escravos terão o que merecem. Miriã diz que a intenção do faraó é que os outros escravos culpem Oseias. Anibal pede perdão a Baruk. Oseias reencontra Arão e os irmãos. Eliseba se emociona ao ver a família reunida. Bezalel apresenta Chibale à Abigail e Zelofeade. Leila diz que, às vezes, Gahiji é exigente demais com o filho. Nefertari confessa para Karoma que se sentiu abandonada por Moisés. Tais prepara uma surpresa para Meketre. Yunet surpreende Ahmós ao começar a dançar no palco da Casa de Senet. Jerusa, Adira e Zípora lamentam a ausência de Betânia. Eliseba tenta fortalecer a fé do marido Arão. Corá proíbe os familiares de irem até à reunião dos hebreus. Apuki diz que a farra dos escravos vai acabar. Judite e Ana se preocupam com o comentário do feitor. Anrão começa a discursar durante o encontro, mas os hebreus são surpreendidos com a chegada do oficial Bakenmut.

Capítulo 102 – Quarta-feira, 13 de dezembro
Anrão se desculpa e explica que a reunião é para clamar o Deus dos hebreus. Bakenmut comunica que todos receberão menos porções de trigo como forma de punição. Ikeni ordena que todos retornem para casa. Joquebede reclama do castigo, porém Bakenmut ameaça cortar a distribuição de comida caso haja um novo encontro. Ana sai escondida de Judite e vai atrás de Oseias. Curiosos, Corá e Datã seguem para a reunião. Safira se entristece por Bina não perceber que Corá é um mau-caráter. Anrão diz que não irá desistir e vai para rua implorar pela ajuda de Deus. Joquebede e Miriã se juntam ao lamento com ele. Todos os hebreus ficam comovidos e rasgam as vestes como suplica pela liberdade. Arão ouve o alvoroço provocado pelas orações e fica impactado com a quantidade de pessoas louvando. Judite se preocupa ao notar que Ana fugiu. Corá vê Ana conversando com Oseias e descobre que os dois estão combinando um encontro. Karen fica radiante ao encontrar Meketre e o beija. Tais repara que Meketre saiu e se entristece. Baruk e Anibal demonstram surpresa ao reencontrarem Menahem bem-sucedido.

Moisés revela para Zípora que gostaria de saber como estão vivendo os familiares que deixou no Egito. Ramsés se irrita com a preocupação de Paser com o sofrimento dos hebreus. Leila fica emocionada ao escutar o relato de Bezalel sobre o clamor que o povo fez para Deus. Gahiji recrimina Chibale por ter ido à vila dos hebreus. Eliseba se chateia por Arão estar descrente de que Deus irá salvá-los. Meketre se assusta ao acordar ao lado de Karen e sai desesperado para casa. Karen critica Ahmós pela contratação de Yunet. Ana mente para Judite dizendo que não conseguiu falar com Oseias. Calebe fica abismado ao descobrir que Oseias vai se encontrar com Ana. Uri confessa para Hur que tem receio de que Leila queira voltar a visitar Abigail. Jetro elogia Menahem por ajudar Anibal a se livrar das dívidas. Adira e Zípora decidem procurar por Betânia. Meketre encontra Tais nervosa e inventa uma desculpa para que a esposa não desconfie do encontro com Karen. Judite observa e reconhece a mentira contada por ele. Moisés vai até o Monte Sinai resgatar uma ovelha perdida e se espanta ao ouvir um chamado de Deus.

Capítulo 103 – Quinta-feira, 14 de dezembro
Moisés mostra espanto ao ouvir seu nome diante da Sarça Ardente. Ele ouve as palavras de Deus, ainda impressionado e impactado. Em pleno surto de megalômano, Ramsés fala aos núbios agradecendo os presentes que lhe foi dado, mas não deixa de engrandecer seu reinado e o povo egípcio, causando desconforto nos demais. Datã e Abirão questionam Anrão se ele não tem medo do que a história de clamor pode causar. Anrão afirma que não tem medo e faz questão de mostrar a todos a importância da fé. Corá, mal intencionado, conta a Apuki que Ana esteve na reunião dos hebreus e que ela e Oseias combinaram de se encontrar no rio. Arão conversa com os filhos, descrente dos planos de Deus. Apesar das tentativas dos filhos, ele se mostra relutante em acreditar. Adira e Zípora estão preocupadas quanto ao paradeiro de Betânia e vão até a barraca da adivinha para ter alguma notícia. Ao chegar, elas se espantam com o que encontram. Ana e Oseias se encontram e, apesar da intensa atração, Oseias ainda se recente com o ocorrido. Nefertari lembra os momentos com Moisés e se irrita, causando estranheza em Karoma, que não entende o que aconteceu. Anibal e Baruk se mostram surpresos e agradecidos com Moisés, quando Menhaem chega para trazer o pagamento da dívida que seu irmão contraiu. Ana e Oseias conversam e trocam olhares apaixonados, quando são surpreendidos com a presença de Apuki muito irritado. Leila conta a Henutmire sobre seus medos e conflitos ao ver Bezalel tão próximo dos hebreus.

A princesa diz entender todo este medo e, também, desabafa em relação a Moisés. Apuki vai até a obra alertar Anrão que, se Oseias não se afastar de Ana, ele o matará. Estranhando o comportamento de Moisés, Zípora questiona o marido que, confuso, não sabe como contar o ocorrido. Assustada, Zípora procura entender o chamado recebido por Moisés, mas não esconde o ciúme. Anrão vai até a casa do filho contar sobre a ameaça de Apuki e Arão fica furioso ao saber que Oseias se envolveu com a filha do seu desafeto. Moisés vai buscar conforto nas palavras de Jetro e conta ao sogro sobre o chamado recebido. Jetro reage surpreso com a notícia. Arão questiona a Deus sobre o sofrimento do seu povo e fica no aguardo de uma resposta. Ele sai desacreditado, mas é surpreendido por uma voz que chama pelo seu nome. Pasmo, Arão cai de joelhos.

Capítulo 104 – Sexta-feira, 15 de dezembro
Deus conversa com Arão e diz para o hebreu ir ao encontro de Moisés, que voltará ao Egito para libertar o seu povo. Joquebede diz a Oseias que ele precisa se afastar de Ana, justamente por ela ser filha de Apuki. O feitor diz para Ana que se ela continuar se encontrando com Oseias, que o matará, assim como fez com Num. Arão conta para sua família sobre a conversa com Deus e deixa todos surpresos. Jetro acalma Zípora que está nervosa com o contato de Moisés com Deus. Ela resolve então apoiar Moisés em sua decisão. Anrão e Eliseba ficam muito emocionados quando Arão conta que Moisés é o libertador dos escravos. Zípora surpreende Moisés ao dizer que irá partir junto com o marido. Ramsés pede que todos os servos hebreus que vivem no palácio sejam reunidos para provarem que realmente são leais ao rei. Anrão decide não contar para os outros escravos sobre a visão de Arão com Deus para que a notícia não chegue aos ouvidos do faraó. Apuki age com agressividade contra Judite e a culpa pela atitude da filha. Ana interrompe o pai e pede para apanhar no lugar da mãe. Apuki deixa a sala magoado com a filha, mas não a agride.

Judite diz para Ana se afastar de Oseias e deixa a moça triste. Anrão conta para Joquebede e Miriã a aparição de Deus para Arão e as deixa eufóricas. Apuki pede a Bakenmut que ajude a colocar a filha no palácio para trabalhar como dama. Safira questiona Corá pela fartura na mesa. Moisés diz para os filhos que todos irão para o Egito. Arão decide partir e comunica a família. Apuki diz a Ana que ela deve ir trabalhar no palácio. Bakenmut pede a Karoma que indique Ana para ser dama da rainha. Em troca, Karoma fala que o atenderá desde que pare de levar Ikeni para a Casa de Senet. Zípora comunica as irmãs que irá para o Egito com Moisés e as crianças. Henutmire e Leila vão até Nefertari para saber o motivo pelo qual o faraó pediu para reunir os servos hebreus. A rainha se mostra maquiavélica ao falar com Leila e diz que se ela é leal ao rei, não há o que temer. Judite conta para Tais que Ana não poderá mais trabalhar para ela e deixa a egípcia surpresa. Tais diz que irá conversar com a rainha para colocar Ana como sua dama. Apuki manda chamar Arão para uma conversa sobre Oseias. Abigail e Deborah desconfiam que Miriã esteja escondendo algo. Apuki agradece Corá pela informação sobre Ana e Oseias. Apuki provoca Arão e os dois discutem. O feitor promete se vingar de Oseias.

Capítulo 105 – Segunda-feira, 18 de dezembro
Anrão é reconhecido pelo oficial, que conta ter participado do clamor para Deus acompanhado dos pais. O oficial pede que os sentinelas liberem Nadabe e Oseias. Arão e Anrão ganham a permissão para sair da cidade. Arão segue o caminho em direção ao deserto sob o olhar emocionado de Anrão. Datã, Corá e Abirão tentam imaginar o motivo da fuga de Arão. Zípora assume para Moisés que está com medo, mas irá acompanhá-lo. Eliseba fica aliviada ao saber que Arão conseguiu fugir. Emocionadas, as irmãs se despedem de Zípora. Moisés promete para Jetro que cuidará bem de Zípora. O casal vai embora acompanhado dos filhos e são observados pela família. Joquebede assume que está ansiosa para rever Moisés. Oseias e Calebe saem em direção a pedreira. Ana se entristece ao saber que terá que morar no palácio. Karen acha graça ao ver Yunet ser dispensada por Ahmós. Corá questiona Anrão sobre o paradeiro de Arão. Jairo recebe Oseias, Calebe, Nadabe e Abiú na pedreira. Ana é encaminhada por Karoma até o quarto de Nefertari. Assim como Corá, Apuki também sente falta de Arão e Anrão revela que o filho fugiu do Egito, deixando-os surpresos. Nefertari nota o nervosismo de Ana e resolve testá-la.

Karen chega para visitar Bak, mas é ignorada e ganha o consolo de Abigail. Judite comemora a notícia de que Ana foi escolhida para ser a dama que acompanhará Nefertari. Ana fica emocionada ao se despedir de Tais, Meketre, Meryt e Hori. Apuki pensa que Arão fugiu por medo de ser morto por ele e preferiu se arriscar no deserto. Betânia surpreende Jetro e as irmãs ao retornar à casa da família. Moisés se abriga com Zípora e os filhos em uma estalagem. Deus castiga Moisés por ele não ter feito a circuncisão no filho mais novo.

Capítulo 106 – Terça-feira, 19 de dezembro
Moisés caído no chão, como se estivesse morto. Enquanto isso, Zípora e os filhos recebem toda atenção de Joana a e Nabor. Jetro, acompanhado das filhas, se surpreende ao reencontrar Betânia. Ela se emociona ao ouvir o pai a chamando de filha e pede perdão pelos erros cometidos. Zípora, preocupada com a demora de Moisés, vai até o poço junto com Nabor. Eles o encontram desacordado e leva Moisés até a estalagem onde recebe os cuidados de Zípora e Joana. Anibal brinca com os sobrinhos Haya e Abner enquanto Menahem surpreende Baruk com a notícia de que voltará a morar em Midiã.

Ramsés e Nefertari conversam apaixonados enquanto veem Amenhotep treinando na beira do rio Nilo. Karen caminha chateada após ser rejeitada pelo filho Bak e avista Meketre com a família. Ela assiste, arrasada, à felicidade de todos. Meketre percebe a presença de Karen e a encara com um olhar ameaçador, ela o olha com raiva, até que Tais percebe a mudança no comportamento do marido e ele disfarça. Abigail vê o sofrimento de Bak e tenta consolar o sobrinho. Ele ainda reage com revolta por não poder conviver com a mãe, mas Abigail o conforta com um abraço emocionado.

Nefertari conversa com Karoma, quando é interrompida por Henutmire que se mostra preocupada com o comportamento de Ramsés em relação aos hebreus. Ramsés chega a tempo de ouvir e faz questão de mostrar a Henutmire que não aceita receber ordens de ninguém. Betânia conhece os sobrinhos, filhos de Adira, e fica emocionada. Joana pede para Zípora ser forte diante do grave estado de saúde de Moisés. Aflita ela vai até Gerson e Eliezer e pede para que eles rezem pela melhora do pai. No seu desespero, Zípora clama a Deus por uma resposta. Joquebede demonstra preocupação em saber se Arão conseguiu encontrar Moisés no deserto.

Enquanto conversa com a família, Anrão sente uma falta de ar e Joquebede fica apreensiva. Apuki não esconde o orgulho imaginando que Arão fugiu com medo, sem saber do real motivo. Judite ainda alerta Apuki, desconfiada da atitude do hebreu, mas ele se deixa levar pelo ego. Concordando com o sobrinho, Zelofeade acredita que nada adiantou o clamor do povo hebreu. Abigail tenta convencê-los do contrário, mas Aoliabe e Zelofeade se mostram descrentes. Leila vai até a cozinha do palácio para saber notícias de Bezalel. Gahiji diz que por ali ele não passou, mas Chibale disfarça mal e o pai pressiona para que ele diga a verdade. Corá fala para Datã que não acredita na fuga de Arão. Para ele, seu primo tem outras intenções.

Bina, Datã e Corá começam a debochar de Arão e são interrompidos pela seriedade de Safira que não concorda com o comportamento deles. Arão caminha pelo deserto com sede, fome e frio. Ele tenta dormir, mas os seus pensamentos estão distantes. Zípora, aflita, lembra que Eliezer ainda não tinha feito a circuncisão, indo contra aos desígnios de Deus. Em um ato de desespero, ela chama o filho e explica que o procedimento precisa ser feito. Joana e Nabor reagem preocupados, mas atende ao pedido de Zípora. Tranquilizado pela mãe, Eliezer tenta demonstrar toda a sua coragem de forma inocente. Zípora sorri emocionada para o filho e inicia o procedimento na esperança de salvar Moisés.

Capítulo 107 – Quarta-feira, 20 de dezembro
Zípora se prepara para fazer a circuncisão de Eliezer enquanto Moisés permanece desacordado. Após o procedimento, Zípora coloca o prepúcio retirado aos pés de Moisés e as manchas vermelhas do corpo do marido desaparecem. Moisés finalmente abre os olhos completamente curado e todos ficam admirados com o milagre que presenciaram. Cansado da jornada no deserto, Arão vê um homem que se aproxima. Assustado, o hebreu se prepara para se defender quando o homem diz para ele não ter medo. O homem diz que foi ao encontro de Arão para lhe oferecer ajuda e entrega um cajado ao hebreu.

Em seguida ele tira pães, frutas, vinho e água e oferece a Arão. Enquanto come, o homem desaparece e deixa Arão intrigado, até que ele olha para o céu e vê uma forte estrela brilhante e entende que o homem era na verdade um anjo enviado por Deus. Durante conversa com Moisés, Zípora diz ao marido que voltará a Midiã com os meninos. Ramsés diz a Nefertari que a princesa Henutmire deve manter a discrição em relação ao romance com Hur, caso contrário ela corre o risco de ser obrigada a se casar com um nobre do Alto Egito.

Leila descobre que Bezalel foi até a vila dos hebreus visitar os parentes e decide ir atrás dele, mas é proibida por Gahiji. Desconfiado da fuga de Arão, Corá vai até a casa de Eliseba para saber do primo, mas a família de Arão mantêm o segredo sobre o chamado de Deus. Moisés promete a Zípora que irá busca-la com os filhos assim que libertar o seu povo, deixando-a satisfeita. Betânia se mostra feliz por estar de volta a casa do pai . Baruk e Anibal fazem uma visita a Jetro. Baruk se desculpa e agradece Jetro por ter aceitado Menahem em sua família selando a paz entre eles.

Ada aparece para visitar as irmãs e fica irradiante ao ver Betânia. Anrão tem uma leve tontura e deixa Joquebede preocupada. Contrariada, Ana arruma suas coisas para se mudar para o palácio. Anrão passa mal e desmaia, sendo socorrido por Itamar e Zelofeade, que o levam para casa. Moisés se despede de Zípora e dos filhos. Karoma recebe Ana no palácio. Ikeni vai até a sala de Simut e presencia uma conversa em que Pepy diz para Simut que gostaria que ele fosse seu pai. Ikeni entra na sala e interrompe a conversa.

Ele diz para o filho que irão passear de biga e deixa o garoto radiante. Nefertari conversa com Ramsés quando Karoma chega com Ana, lindamente adornada e deixa a o faraó completamente enfeitiçado. Nefertari percebe o olhar interessado do marido e fica incomodada. Paser e Simut saem para levar oferenda aos deuses e encontram com Yunet, que promete vingança. Joquebede cuida de Anrão que está muito debilitado. Moisés e Arão finalmente se encontram no deserto e se abraçam emocionados.

Capítulo 108 – Quinta-feira, 21 de dezembro
Arão e Moisés conversam e seguem felizes na travessia. Miriã reencontra Anrão em sua casa. Moisés conversa com o irmão e fala sobre a experiência que teve com Deus. Arão o alerta sobre o ódio de Ramsés. Enciumada, Nefertari ordena que Ana penteie todas as perucas do harém. Judite comenta com Tais sobre a paixão que a filha sente por um escravo. Meketre procura Karen e manda a moça ficar longe de sua família. Paser revela para Simut que ficou mal depois do encontro com Yunet. Chibale oferece frutas a Ana, mas ela não percebe o interesse do rapaz.

Eldade se espanta ao ouvir Itamar dizer que Moisés vai voltar. Arão atualiza Moisés sobre os acontecimentos de todos esses anos. Eldade comenta com Zelofeade sobre o que ouviu de Itamar. Nefertari e Paser conversam sobre Yunet. Karoma chega e fala de Ana. A rainha se irrita ao escutar falar sobre a moça. Arão e Moisés seguem confiantes no poder de Deus. Eliseba e os filhos se preocupam com a saúde de Anrão. Oseias alerta que os escravos estão perdendo a fé. Judite tenta conter o ódio ao presenciar Jairo tendo atitudes semelhantes a Apuki. Karoma comenta com Ana sobre o ciúme que Nefertari sentiu. Leila pede autorização a Henutmire para visitar os parentes na vila dos hebreus.

Eldade faz uma visita a Anrão. Moisés e Arão fortalecem a fé em Deus para continuarem na travessia do deserto. Eldade pede para Anrão se recuperar logo para receber os filhos. Uri estranha a ausência de Leila no palácio. Ramsés diz para Nefertari que deseja se satisfazer com a nova dama. A rainha tenta conter o ódio e o ciúme. A filha de Apuki se recorda dos momentos ao lado de Oseias. Miriã alerta o sobrinho sobre os perigos de se envolver com Ana. Henutmire e Hur trocam palavras de amor. Leila chega à casa de Abigail e Zelofeade. Anrão e Joquebede aguardam ansiosos pela chegada dos filhos. Moisés começa a escrever o livro de Êxodo.

Capítulo 109 – Sexta-feira, 22 de dezembro
Enquanto conversa com Moisés, Arão fala maravilhado sobre estar nesta missão junto com o irmão e confidencia a Moisés que antes dele ir morar no palácio eles eram muito unidos e relembra alguns momentos de quando eram crianças. Abigail fica surpresa com a visita de Leila. Elas se abraçam emocionadas e Leila pede perdão pelo afastamento. Joquebede e Anrão conversam esperançosos. Emocionado, ele conta que teve um sonho em que os hebreus estão felizes e livres. Oseias e Calebe se mostram apreensivos com a possibilidade de uma batalha entre hebreus e egípcios.

Em sua sabedoria, Miriã os convence de que Deus não libertará o povo hebreu através de uma guerra e pede para que eles confiem no poder da fé. Ikeni se desculpa com Karoma e Pepy pelas falhas que vinha cometendo. Mesmo na defensiva, ela cede às palavras sinceras do marido. Corá aproveita que a casa está vazia e agarra Safira. A jovem tenta se desvencilhar, mas não consegue. Bina chega a tempo de flagrar a cena. Sem motivos, Nefertari implica com a roupa que Ana lhe entregou. Ela não vê a sujeira indicada pela rainha, mesmo assim se desculpa.

Karoma chega e percebe que é apenas implicância de Nefertari, mas pede para Ana entregar a roupa às servas. Nefertari explica para Karoma o motivo de tanta raiva e a dama tenta amenizar a situação. Corá tenta se explicar, mas é interrompido por Bina. Datã chega e tenta entender o que está acontecendo. Safira conta que foi agarrada por Corá, mas Bina surpreende e desmente a irmã. Uri briga com Leila por causa da ida dela à vila. Ela tenta explicar os motivos que a fizeram ir até a casa da irmã, mas Uri não aceita. Datã acredita nas palavras de Bina e expulsa Safira de casa.

Irritado, Uri desconta sua raiva em Bezalel. Ele culpa o filho pela atitude de Leila de em ir até a vila. Ramsés conversa sobre negócios com Meketre. Nefertari chega para fazer um convite a Ramsés e o comerciante pergunta à rainha se ela está gostando de Ana. Ramsés se antecipa e enche a jovem dama de elogios. Nefertari sorri tentando disfarçar a raiva. Jairo se diverte ao sentir o pequeno poder que tem sobre os escravos. Abiú, Calebe, Nadabe e Oseias conversam sob os olhares de Jairo. O feitor se aproxima e pede para que Oseias se afaste dos outros. Chibale confidencia ao pai que está interessado em Ana.

Carinhoso, ele pede ao filho para esquecer, já que o rei também está interessado na dama. Ramsés se junta à Nefertari na piscina e, com jeito, pede para a esposa realizar o seu desejo e preparar Ana para aquela noite. Anrão não se sente bem e Zelofeade percebe. Ele diz estar se sentindo tonto e tenta despreocupar o amigo. Safira tenta encontrar um abrigo na rua e senta num canto. Yunet chega e a expulsa. Ahmós conversa com dois nobres e percebe Safira passando. Ele se encanta com a beleza da jovem e se aproxima. Percebendo o desespero dela e mal intencionado, ele aproveita a situação para oferecer um abrigo.

Fonte: https://novelas.redenoticia.com.br/novela-os-dez-mandamentos-resumo-dos-proximos-capitulos-2/91832

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*