ENTREGA DE TÍTULOS – Avanços na agricultura da capital são apresentadas pelo prefeito em evento

“Sem agricultura não há progresso. Esse é o caminho que vislumbramos para o desenvolvimento do município”. Essa é a projeção com que trabalha o prefeito dr. Hildon Chaves, de Porto Velho, para alavancar economicamente o município. A diretriz política foi anunciada pelo prefeito na solenidade de entrega de títulos de domínios a 680 agricultores, por meio do programa de regularização fundiária rural Terra Legal.

Realizada pelo Governo do Estado, o evento aconteceu na Escola Brasília, no bairro Embratel e teve a participação do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. Dos mais de 600 documentos, cerca de 100 foram entregues a agricultores familiares de Porto Velho. Mas na capital de Rondônia, a previsão da coordenação do programa do Governo Federal é de que sejam entregues 600 títulos de domínios.

Cidadania e crédito

Dr Hildon lembrou que um produtor rural sem o título de domínio de sua terra não é um agricultor pleno. E na medida que se entrega o título de propriedade ao pequeno produtor, está se dando também a eles o acesso ao mercado de crédito, acesso ao financiamento bancário, recurso que o agricultor pode lançar mão para melhorar sua produção.

“Com a simples entrega desse documento abre-se inúmeras possibilidades para o pequeno agricultor, inclusive, possibilita a ele umageração de renda mais efetiva. Com a entrega do título de domínio. o pequeno agricultor deixa de contar apenas com seu esforço e de sua família. Ele passa a contar também com linhas de investimentos, com créditos subsidiados das instituições financeiras públicas como o Banco da Amazônia e o Banco do Brasil. Parece pouco, mas essa folha de papel é o que a diferença na vida desses agricultores”, lembrou o prefeito

O ato, para o prefeito, tem também um outro significado não menos simbólicos, que é o de reconhecer a cidadania aos trabalhadores rurais. “São eles que colocam o alimento na nossa mesa. São eles que fazem com que nós não importemos todos os alimentos que consumimos de outros estados. Quando compramos algo produzido em São Paulo, estamos exportando empregos e mandando dinheiro para lá, por isso que temos que fortalecer o nosso pequeno agricultor”, enfatizou o prefeito.

Fazendo um breve balanço, dr. Hildon lembrou que no ano passado a Prefeitura de Porto Velho escavou mais de 80 mil metros quadradosde tanque para a produção de peixe no cativeiro e pelo programa “Pró Café”, o município distribui mais de 600 mil mudas de café clonal de alta produtividade. Pelo “Pró Calcário”, foram doados mais de três mil toneladas de calcário em pouco mais de um ano.

“Também conseguimos a doação de de dois caminhões bitrens apreendidos que haviam sido apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal. Esses veículos faziam transporte de cocaína. Eles vão continuar transportando pó, mas agora eles estão levando o pó do bem, que é o calcário usado para aumentar a produtividade dos nossos agricultores”, falou em tom de brincadeira.

Fonte: Comdecom – Foto: Roseval

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*