ENCHENTE – Prefeitura auxilia famílias  atingidas pela cheia do Madeira

Representantes de diversas secretarias da prefeitura de Porto Velho, sob o comando do gabinete do prefeito dr Hildon Chaves e Defesa Civil Municipal, se reuniram na Sala de Situação, na tarde desta quarta-feira (7), para tratar das demandas decorrentes da enchente do rio Madeira em 2018. Situações como desapropriações, demolições de casas desocupadas que estão em áreas de risco, retiradas de famílias atingidas pela cheia, entre outros assuntos são tratados nessas reuniões.

“Colocamos na reunião anterior, várias tarefas a serem cumpridas pelas secretarias em favor das famílias impactadas. Hoje, vamos nos inteirar das soluções e todas as providências adotadas, conforme elencadas no nosso Plano de Contingência”, destacou o diretor da Defesa Civil Municipal, Marcelo dos Santos.

Como exemplo de ações adotadas, Santos mencionou o transporte escolar para alunos que moram no Ramal Maravilha, localizado na margem esquerda do rio Madeira. As águas invadiram a estrada e deixaram algumas famílias isoladas, não sendo possível o transporte escolar via terrestre, sendo necessário providenciar o transporte fluvial.

O maior esforço na Capital fica por conta da retirada das famílias afetadas que moram nas regiões de risco, a exemplo de áreas nos bairros Nacional, São Sebastião e Balsa, entre outras. Santos confirma que 16 famílias na situação de desalojadas e duas desabrigadas foram atendidas. Todas estão recebendo acompanhamento da prefeitura, por meio da Defesa Civil.

ÁGUA MINERAL

Ainda de acordo com Marcelo dos Santos, a maioria dessas famílias foi contemplada pelo programa Minha Casa Minha Vida, porém, muitas delas retornaram para as áreas perigosas e outras alugaram ou cederam as moradias para familiares. No baixo Madeira, estoques de água mineral já foram distribuídos nas comunidades de Cavalcante, Bom Jardim, Mutuns, Cujubim, Maravilha 1 e 2, Niterói, São Sebastião e Silveira.

São Miguel, Calderitas, Nazaré e São Carlos serão os próximos a serem atendidos com o fornecimento de água mineral. “Já distribuímos mais de 30 mil fardos de água para as comunidades ribeirinhas”, informou Santos. Na tarde de quarta-feira o nível do rio estava em 16,10 metros.

Fonte: Comdecom| Foto: Diego Lima

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*