Educação

Alunos da rede de ensino municipal são incentivados a participar de concurso de redação

Porto Velho – O secretário Municipal de Educação, César Licório, recebeu nesta terça-feira, 24, em seu gabinete, o presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), desembargador Alexandre Miguel, que esteve na secretaria para cumprimentar o novo secretário e aproveitar a oportunidade para divulgar o 1° Concurso de Redação, que está sendo promovido pela instituição. O presidente pediu a parceria da Semed para a divulgação do concurso entre os estudantes da rede municipal.

A iniciativa da Ameron tem por objetivo incentivar e premiar àqueles que estão em busca de informação, conhecimento e formação do senso crítico. “É na juventude que a pessoa tem curiosidade de aprender e a partir disto sonhar com projetos futuros. Temos que incentivar crianças e jovens da rede pública a ter sede por conhecimento. Na maioria das vezes, eles vivem uma realidade que conspira para que não tenham vontade de estudar, de se projetar, de mudar sua história. E é ai que podemos fazer a diferença. Temos que estimulá-los, abrir caminhos, mostrar a direção. E a direção é o conhecimento”, observou o desembargador.

Alexandre Miguel destacou também que a Ameron busca aproximar o Judiciário da comunidade estudantil. “O tema desse primeiro concurso, por exemplo, é ‘A atuação da Justiça como Guardiã dos Direitos e na Defesa da Cidadania’. É um tema importante que vai despertar a pesquisa, e consequentemente, o conhecimento daqueles queparticiparão”, destacou.

Para o secretário da Semed, esta é uma iniciativa elogiável, que contará com a participação da Semed. “Com certeza abraçaremos esse projeto. Estamos voltados a garantir a melhoria da qualidade da educação e um trabalho como esse vem contribuir e muito. É uma forma de estímulo aos nossos estudantes e professores na questão leitura e da escrita. Também é uma forma de trabalhar o pedagógico de nossas escolas na rede municipal”, disse ele.

“Quando a gente recebe uma associação que tem esse olhar para a educação, é um privilégio estarmos juntos. Às vezes o judiciário faz intervenção na educação e algumas vezes sem conhecimento de causa. E quando o judiciário começa a se aproximar mais, eu acredito que as intervenções que venham a surgir, se tornam mais benéficas. Sem essa comunicação, sem essa proximidade, às vezes não é tão benéfica para a educação, mas é imposta pela lei. Então quando a gente consegue dialogar, chegamos num resultado muito melhor”, disse Gláucia Negreiros, secretária adjunta da Semed, também presente ao encontro.

Formulário

Para participar do concurso, o candidato deve baixar o formulário de redação, preencher todos os campos e redigir o texto nesse formulário. Em seguida, deve encaminhar o formulário até o dia 20 de agosto para o e-mail: ameronro@gmail.com e aguardar o resultado.

A redação será corrigida por uma comissão julgadora formada por um magistrado, um jornalista e um professor de língua portuguesa. As redações devem seguir os critérios estabelecidos no edital, que pode ser baixado no endereço eletrônico www.ameron.org.br.

Categorias avaliadas

Redação I (alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e EJA – Educação de Jovens e Adultos), Redação II (alunos do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, na modalidade Regular e Ensino Técnico e alunos da modalidade Jovens e Adultos – EJA seriado – do 1º ao 3º ano do Ensino Médio) e Escola (os estabelecimentos de ensino da rede pública que desenvolverem atividades de sensibilização e mobilização escolar juntamente com a comunidade escolar local, em torno do tema do Concurso). Nas Categorias Redação I e Redação II, os vencedores em primeiro lugar receberão um notebook, totalizando um ganhador em cada categoria. Os segundos lugares receberão um tablet cada um.

Professores premiados

Os professores cujos alunos foram vencedores na sua categoria, receberão um notebook cada um. Os professores das escolas que orientaram as redações dos alunos vencedores de todas as categorias, e os segundo e terceiros colocados serão agraciados com um certificado de honra ao mérito. Em todas as categorias, os autores das redações classificadas em segundo e em terceiro lugar receberão um Certificado de reconhecimento do mérito e uma medalha de honra.

Na Categoria-Escola, serão premiados os três estabelecimentos de ensino da Rede Pública que melhor realizarem o Plano de Mobilização Escolar com um projetor cada um. O critério avaliado será pela escola que tiver maior quantidade de aluno entre os 50 estudantes mais bem posicionados na classificação geral.

Serão desclassificadas pela comissão julgadora as redações: impressas; ilegíveis; plagiadas; originárias de outros concursos de redação. A média será calculada em cima do somatório das notas atribuídas por cada membro da comissão julgadora.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 32229-1736/3229-1371/3217-1398

Fonte: Comdecom/Semed

Termina hoje prazo para inscrição no Fies

Após prorrogação, termina às 23h59 de hoje (24) o prazo para inscrição no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para vagas no segundo semestre deste ano. As inscrições devem ser feitas na página do Fies, na internet.

Nesta edição, são ofertadas pelo menos 155 mil vagas, das quais 50 mil com juro zero. O programa concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas que tenham avaliação positiva do Ministério da Educação.

O resultado da seleção do Fies será divulgado no dia 30 deste mês, em chamada única. Os candidatos pré-selecionados deverão complementar as informações da inscrição do dia 30 deste mês até 3 de agosto e, em seguida, fechar a contratação do financiamento.

Pode concorrer às vagas quem fez uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, teve média igual ou superior a 450 pontos e não tirou zero na redação.

Modalidades

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar do candidato. A que tem juro zero destina-se a candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos (R$ 2.862). Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, e o limite máximo semestral de R$ 42 mil.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre três (R$ 2.862) e cinco salários mínimos (R$ 4.770). Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito, que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento.

Arquivo/Agência Brasil

Edição: Valéria Aguiar
Por Yara Aquino – Repórter da Agência Brasileira – Fonte: Agenciabrasil.ebc.com.br