DUQUE DE CAXIAS – Mudança de sentido de via é tratada em reunião na 7ª Brigada

O secretário municipal de Trânsito, Mobilidade e Transporte (Semtran) Carlos Costa, juntamente com a equipe da Divisão de Engenharia de Tráfego da secretaria, reuniu na quarta-feira (20), com o general José Eduardo Leal de Oliveira, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17 BIS) para tratar sobre a mudança de sentido da avenida Duque de Caxias, que passará a ser mão única no sentido leste-oeste (bairro-centro) e se tornará via preferencial.

Carlos Costa adiantou que a reunião foi para sanar algumas dúvidas que existiam com a implantação da mudança prevista para ocorrer a partir de janeiro do próximo ano. “A obra de ampliação deverá ser concluída no final de janeiro e havia a necessidade de alinharmos com a Brigada alguns pontos, vez que a via é muito usada pelo Exército para a realização de cerimônias militares”, explicou.

A principal preocupação do general era com a possibilidade de implantação de uma linha de ônibus na Duque de Caxias, medida que inviabilizaria a utilização da via para a realização das solenidades militares. Na ocasião, o secretário adiantou ao general que a medida, que chegou a ser ventilada quando do início da obra de ampliação da Duque de Caxias, não está nos planos da Prefeitura de Porto Velho.

“Constamos que não é viável a implantação dessa linha de ônibus porque na avenida Carlos Gomes, já existe toda uma estrutura instalada, como as paradas de ônibus existente ao longo da avenida. Então, readequar toda essa estrutura para uma via paralela não seria viável. Quem tem a necessidade de ir da Carlos Gomes até a Duque de Caxias é uma quadra só e pode ir pé, explicou o secretário.

Para a implantação da mão única na Duque de Caxias, que passará no sentido da avenida Uruguai até a Farquar, será feita ainda a abertura da via na avenida Jorge Teixeira, com a retirada do canteiro central para que o local possa ser sinalizado com a colocação de semáforos, a fim de dar maior fluidez ao trânsito para quem trafega do bairro para o centro ou retornando do centro para o bairro, principalmente nos horários de pico.

Fonte: Semtran

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*