CSP se reúne para discutir iluminação do presídio Ênio Pinheiro

A Comissão de Segurança Pública (CSP) da Assembleia Legislativa se reuniu em plenário na manhã desta terça-feira (27) para tratar quanto a iluminação externa do Presídio Ênio Pinheiro, na capital e outros assuntos referentes a obras do sistema penitenciário.

O deputado Jesuíno Boabaid (PMN), presidente da Comissão, lembrou que a questão já havia sido cobrada. “Continua essa falta de iluminação, então gostaríamos de saber o que trouxeram para nós como solução do problema, pois não pode ficar sem essa iluminação”.

Sávio Ricardo, gerente de estrutura do presídio, afirmou que a parte externa, da estrada, só pode ser realizada com ajuda da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur). Ele também apontou outro grande problema do presídio que seria a falta do sistema de proteção contra descargas atmosféricas. “Sem esse sistema, muita coisa acaba queimando. Também precisamos de alguns equipamentos como a gaiola para levar o eletricista ao poste”.

Segundo ele a solicitação a Emdur já foi feita e reiterada, após a mudança de secretariado municipal. Mesmo com a falta de material, já foram iniciadas obras no Ênio Pinheiro e foi dado o prazo de 60 dias para a conclusão. Além disso, foi falado sobre a construção das Casas Lares, estrutura para manter prisioneiros em regime semiaberto. A iluminação do presídio Pandinha também será checado.

Fonte: ALE/RO – DECOM

Comentar

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*