Rondônia

ACIJ alerta para golpe da lista telefônica entre outros serviços

A Associação Comercial e Industrial de Jaru – ACIJ, emitiu nessa semana um alerta para golpes como o da lista telefônica, bancos de dados de proteção ao crédito, atualização de máquinas de cartão de crédito e mensagens por email ou SMS que pede a atualização cadastral de contas e senhas bancárias. De acordo com assessoria jurídica da ACIJ, esses golpes aplicados normalmente no final de ano e os estelionatários já fizeram vitimas em Jaru.

Lista Telefônica

No caso da lista telefônica a advogada, Rosicleide Dutra, explica que uma companhia, supostamente prestadora do serviço de divulgação em mídia, liga e oferece serviços gratuitos para determinadas empreas e pede para que o funcionário passe os dados ou assine o contrato. Com as informações em mãos geram boletos com valores altos em nome do estabelecimento comercial, e depois chegam a protestar o empreendimento, que precisa entrar com uma ação judicial. Ainda segundo, Rosicleide, algumas dessas empresas até existem, mas usam de má-fé e falsas informações para convencer o empresário a contratar o serviço. “Eles oferecem, por exemplo, a gratuidade do serviço, que na verdade não existe. Atualmente as empresas usam outros nomes, mas o objetivo é o mesmo. Fiquem atentos”, alertou.

ATUALIZAÇÃO DAS MAQUINHAS DE CARTÃO DE CREDITO OU DE REDES

Já no golpe da atualização das maquininhas de cartão de crédito ou redes, eles se passam por técnicos que se propõem a realizar a atualização através do telefone e pede para que a vitima siga os procedimentos. “Ou seja, eles usam o próprio empresário ou seus funcionários para operar a maquininha de cartão de crédito e assim transfere os créditos dos pagamentos feitos pela máquina para bandidos”, destacou.

BANCOS DE DADOS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO

A ACIJ também alerta sobre serviço de Banco de Dados de Proteção ao Crédito, Nessa prática, supostos agentes comerciais se identificam como correspondentes dos sistemas, SCPC, SPC BRASIL, SERASA, entre outros, oferecem pacotes de consultas e cobranças, com preços bem abaixo do praticado normalmente, mas sem dar o suporte para o contratante, além de dos bancos de dados serem desatualizados. “Isso significa que a maioria das empresas que oferecem esse serviço, compra dados de outros bancos e dessa forma eles não conseguem habilitar o cliente em tempo real ou no prazo de 05 dias estabelecido pela lei, alguns nomes que constam na lista já foram reabilitados e outros incluídos nos sistemas, o que acaba gerando uma grande confusão”, detalhou.

Mensagens por email ou SMS que pede a atualização cadastral de contas e senhas bancárias

Quanto às mensagens por email ou SMS, que pede a atualização de cadastral de contas e senhas bancárias, sob pena de cancelamento de cartão de crédito fique atento e em caso de dúvida, procure a agência bancária física. De acordo com a advogada, o número de golpes aplicados por quadrilhas especializadas cresce principalmente no final de ano. “Por causa da correria e aumento no movimento do comércio local, os bandidos aproveitam a distração dos funcionários e até mesmo do empresário para aplicar o golpe que pode gerar grande prejuízo”, completou.

O que fazer diante dessas situações:

Os empresários devem orientar os funcionários a não repassar informações cadastrais por telefone ou qualquer outro meio, sem antes ter certeza do que se trata.

AACIJ está sempre à disposição para prestar maiores esclarecimentos.

Fonte: Giselle Virgílio

COMENTAR

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close